terça-feira, 12 de outubro de 2010

Nostalgia


Nostalgia. Essa é a palavra, embora eu tenha a impressão que as coisas estão mudando o tempo todo, depois de muito fazer para enfeitar a realidade, descobri que nada mudou. Os meus sonhos ainda são os mesmo. As coisas não podem ser tão difíceis assim. A verdade é que tudo é você. A forma como eu arrumo as minhas coisas, o jeito que eu penso no futuro, a quantidade de lápis que eu uso nos olhos.. tudo. Tudo é você. Eu queria poder te contar dos meus planos, dos meu medos, dos meus desejos, dos meu novos sonhos. Eu queria poder te dizer que eu voltei a contar estrelas, mesmo que sozinha. Redescobrir o que eu sempre soube me torna mais a margem de mim mesma, mas de alguma forma me faz acreditar que quando eu paro e olho a lua, quando você para e olha a lua - sei lá, deve haver alguma magia nisso, entende?
Eu só queria que o passado ainda fosse presente ou então que o passado passasse. Eu quero a pureza de tudo que eu sentia, eu quero o essencial porque só o essencial faz a vida valer a pena. Quando chega o fim de tarde é tão complicado meu amor, os domingos a noite são tão tristes. Como dói ter que fugir todos os dias de tudo que sinto. E se de alguma forma nesse exato momento eu pudesse te dizer "Venha, não tenha medo. Confia em mim. A gente foi feito para dar certo." Se por apenas um momento.. Ah! Só queria que você soubesse que foi você, tem sido você e vai continuar sendo você. (HASMY ABBES)

Um comentário:

  1. Deu vontade de dar um abraço na personagem do texto, parabéns!

    ResponderExcluir